Quinta-feira (11) tem Missa dos Carismas

carismas

Atenção pessoal.
Na próxima quinta-feira (11 de julho) temos um compromisso importante!
O Bispo Dom Dirceu Vegini conta com a presença do nosso movimento (Curso de Liderança Juvenil) na Missa dos Carismas, que será celebrada na Paróquia São João Batista, no Centro, a partir das 19h.

Vista a tua camiseta, participe deste compromisso e mostre mas uma vez a força de nossa juventude cristã!

Segue a carta enviada pelo Bispo para a Pastoral da Juventude na íntegra:

Caríssimos membros de Movimentos e Novas Comunidades:
A vitalidade e as muitas capacidades e funções dos Movimentos procedem do mesmo Espírito de Cristo, cabeça do corpo. Cada membro, cada movimento desempenha a própria função para o bem de todo o corpo (1Cor 12). A obra individual de cada membro da Igreja de cada Movimento integrado nela é suscitada por uma única força vital e não pode faltar para a saúde e o bem de todo o corpo – a Igreja.

Nem todos os Movimentos fazem a mesma coisa; mas é importante que cada membro da Igreja faça bem a sua parte. Todos são chamados a viver a vida santa e a testemunhar no mundo a riqueza e a variedade dos dons de Deus.

É sempre o mesmo Espírito que suscita cada Movimento para a realização da própria missão. Na unidade todos contribuem para o bem de todos. Necessitamos de todos unidos na Comunhão, Participação e Colaboração.

“É obra do Espírito Santo que a Igreja se oriente pelo princípio de comunhão, e não pela competição ou concorrência. Nisso precisamos continuar a nos renovar na Igreja” – Cardeal Scherer.

Através dos Movimentos e Novas Comunidades o Espírito Santo continua renovando a Igreja.

“O Espírito Santo traz a necessidade dos carismas, dos dons… Sob a sua ação, tudo isso é uma grande riqueza, porque o Espírito Santo é o Espírito de Unidade, que não significa uniformidade, mas a recondução do todo à harmonia. Quem faz a harmonia na Igreja é o Espírito Santo” (Papa Francisco)

Dom Dirceu Vegini
Bispo Diocesano

Anúncios

Em clima de São João, a 1ª Gincana do JLJ/FAV vem aí!

Está chegando o grande dia da primeira gincana conjunta entre os grupos JLJ (Jesus Luz dos Jovens) e FAV( Fonte de Água Viva). Com o tema “Acenda a fogueira do seu coração e venha ser um Jovem Cristão”, a gincana será realizada no dia 16 de junho, no Salão Social da Capela São José Operário.

O ponto alto da gincana será a apresentação das quadrilhas dos grupos de jovens, que inclusive terá premiação para a mais criativa. Apesar do clima festivo, os grupos não se esqueceram daqueles menos favorecidos e também irão promover uma campanha de arrecadação de agasalhos durante o evento.

A gincana será uma ótima oportunidade para os jovens conhecerem um pouco mais sobre a história de São João, o santo padroeiro de Foz do Iguaçu.

968951_257774311027366_1538185381_n

Quando?
16 de junho, domingo – 8h

Onde?
Salão Social da Capela São José Operário (Avenida Tancredo Neves)

Quanto?
R$5

Juliana, uma jovem de atitude!

Juliana Bernartt, do JUEC

Juliana Bernartt, do JUEC

Continuando a nossa série de entrevista, a entrevistada desta vez é a Juliana Bernartt, que participou por 6 anos do grupo Jovens Unidos ao Encontro de Cristo (JUEC), da PJ Bom Jesus do Migrante. Confira a entrevista completa:

– Quando e por que começou a ir no JUEC? O que acrescentou em sua vida participar de um grupo de jovens?

Sempre participamos, minha família e eu, da Igreja Bom Jesus do Migrante e tive a grande oportunidade de crescer no meio dessa comunidade maravilhosa! Fiz os 5 anos e meio de catequese ali e, como sempre gostei dessa vivência em comunidade.

Já aos 13 anos comecei a frequentar o JUEC. Já conhecia alguns integrantes do grupo, pois a maioria, assim como eu, participava dos eventos da comunidade juntamente com seus pais, e um sábado resolvi conhecer essas reuniões. Lógico que não fui sozinha! Tive a companhia de uma querida amiga (a Isis), porque nenhuma nem a outra tinham “coragem” de aparecer por lá sozinhas! Hehehehe

Como eu era muito “nova”, no início participava só como espectadora, já que a famosa timidez não me permitia contribuir muito para o desenvolvimento dos encontros e/ou atividades do grupo. Aos poucos comecei a melhorar meu entrosamento e com a ajuda dos demais integrantes, passei a participar assiduamente dos encontros semanais.

Cursei o 18º Curso de Liderança Juvenil (CLJ) e logo entrei para a coordenação como segunda secretária. Estava amando aquilo! Era muita responsabilidade, mas ao mesmo tempo era extremamente divertido e nos divertíamos pra caramba!

Jovens Unidos ao Encontro de Cristo (JUEC)

Jovens Unidos ao Encontro de Cristo (JUEC)

Durante quanto tempo participou?

Fiquei dois anos como secretária, depois fui vice-coordenadora e por fim coordenadora. Participei todos os sábados, religiosamente, por aproximadamente seis anos. E posso dizer, com toda a certeza, que foram os anos mais incríveis da minha vida! Foi um período de muita animação, muitas risadas, muito aprendizado, e principalmente, foi ali que conheci pessoas extremamente especiais que fazem e sempre farão parte da minha vida! Amigos, de verdade, que nasceram pela Fé.

Quais são as melhores recordações desse tempo?

As recordações são tantas… das “saídas” após o grupo para comer, cantar/tocar, passear no gramadão da Vila A… tudo era motivo para festa! E como sabíamos aproveitar, hein!? Tudo de uma maneira tão saudável, tão boa! Não nos preocupávamos se havia ou não lugar nos carros para ir de um lugar para o outro, na verdade nunca tinha porque devido a pouca idade (e dinheiro! rs) quase ninguém tinha carro… então as meninas iam amontoadas nos carros e os meninos iam a pé.

Tudo sem reclamar, tudo para passar mais tempo juntos, para aproveitarmos JUNTOS a amizade que criamos. Também não posso esquecer-me de mencionar que foi nesta fase linda da minha vida que “encontrei” o Fer! Meu companheiro, namorado e futuro marido! 

Enfim… hoje posso dizer que me formei jovem no JUEC. Que, além da educação dada por meus pais, devo ao grupo a pessoa que sou! Só tenho meus princípios claros e a minha fé pulsante porque lá atrás, durante muito tempo, busquei alcançá-los no JUEC. E o fiz juntamente com muitas outras pessoas que, de uma maneira ou de outra, contribuíram com seus “talentos” para que eu crescesse e amadurecesse na minha fé.

Mas apesar dos anos terem passado e cada um ter tomado seu caminho, continuamos nos vendo. Não com tanta frequência como antigamente, mas sempre que possível. Hoje somos carinhosamente conhecidos como a VGJ (Velha Guarda do JUEC). E com a iniciativa de Jovens Unidos ao Encontro de Cristo que sempre fomos, voltamos a nos encontrar, agora mensalmente, para rezar o terço e relembrar os bons e velhos tempos.

Qual o seu recado para quem está começando essa caminhada?

Foram momentos inesquecíveis e maravilhosos que ficarão guardados com um imenso carinho no meu coração! Aos jovens que estão começando essa caminhada eu só digo uma coisa: “Aproveitem e deem o seu melhor! A Igreja é jovem e nós somos a sua cara! Não se escondam, brilhem e levem outros jovens como vocês! Precisamos fazer a diferença neste mundo e Deus nos capacitou e escolheu para isso! Então mãos à obra porque o caminho não é fácil, mas vale muito à pena!!”

Atualmente, ela faz parte da Velha Guarda do JUEC (VGJ)

Atualmente, ela faz parte da Velha Guarda do JUEC (VGJ)

Jorge, um jovem de atitude!

Hoje é o dia de conhecermos um pouco sobre os sentimentos e trabalhos prestados por Jorge Taques Junior ao grupo de jovens JUCASFA e à Pastoral da Juventude. Vale a leitura!

jorgeJUCASFA: O convite

“Minha caminhada e trabalho com grupo de jovens iniciou no final de 2002, quando recebi o convite para conhecer o grupo de jovens de uma maneira diferente. Sempre recebi convite de outras pessoas, mas a maneira, o convite em si, era de um tanto quanto diferente (“…tem altas meninas lá…”). Dessa vez não era esse o propósito e o convite veio certo, para participar e conhecer o grupo de jovens JUCASFA porque lá tinha oração, era bem animado e haveria uma gincana no outro dia… a gincana do JUEC… aceitei!”

O início

“Queria ver qual era desse tal de grupo de jovens… fui um sábado anterior a gincana pra ver como que era.. e fui no outro sábado, no outro também e no sábado seguinte… aí em dianete os sábados ficaram marcados por ser o dia do encontro. Qualquer churrasco, qualquer festa, qualquer jantar, seria sempre após o grupo.”

Curso de Liderança Juvenil (CLJ)

“No ano seguinte recebi o convite para fazer o CLJ. Recebi a ficha, vi pessoas mais antigas do grupo se emocionando por ter recebido também a ficha, e eu mal sabia do que se tratava. Conversando com meus pais, eles me deixaram fazer, já que era da igreja. E com o CLJ, dando uma alavancada, eu comecei a enxergar o grupo com outros olhos. O amor pelo meu grupo de jovens e pelas pessoas que estavam comigo naqueles sábados era muito maior.”

Coordenação e os tempos difíceis

“Assumi a coordenação do JUCASFA em 2004, junto com outros dois amigos e meu irmão, onde as reuniões e os integrantes eram formados por essas mesmas quatro pessoas. Alguns meses foram dessa mesma forma, abríamos a salinha do grupo com a reunião pronta, esperando aquelas 30 pessoas que faziam parte do grupo até a nossa coordenação, mas ninguém aparecia. Mas não desistimos, fizemos convites para a comunidade, começamos a chamar amigos e dessa forma o grupo começou a voltar como era antes. Chegamos a participar de gincanas com 4 ou 5 integrantes, e ainda assim, conquistar segundo ou terceiro lugar, o que era muito satisfatório para a gente”.

“Muitas coisas aconteceram, e sonhos concretizados.. O grupo voltou com tudo após algum tempo, e realizamos a 1ª Gincana da Catequese e a nossa tão esperada GINCANA para os demais grupos. Atualmente, o grupo continua com esses projetos além do “Jovem Noel” (ainda não tive a felicidade de contribuir, quem sabe esse ano, né?)”

"O JUCASFA nos tempos azuis"

“O JUCASFA nos tempos azuis”

Jorge e a tecnologia dos anos 2006!

Jorge e a tecnologia dos anos 2006!

O crescimento

“O grupo me ajudou a ter mais senso critico, me auxiliou no crescimento pessoal, espiritual e até mesmo profissional. Sempre fui muito tímido, quieto e tinha pavor com a palavra “apresentação” na escola. E com o passar dos tempos dentro do grupo, onde comecei a dar as reuniões, esse medo de estar na frente de outras pessoas, falando sobre algum tema, já não era tão assustador assim. “

A última gincana de Jorge como "Jucasfa" - JADAS, 2007

A última gincana de Jorge como “Jucasfa” – JADAS, dezembro de 2007

Pastoral da Juventude

“Fiz parte da coordenação do JUCASFA durante 4 anos… e quando estava decidindo em deixar o grupo para pessoas que tinham a mesma paixão e carinho, recebi um novo convite. Era como um chamado de Deus dizendo “Você pode até querer desistir, mas EU não vou desistir de você”.

Recebi um chamado para fazer parte da coordenação da Pastoral da Juventude. Outros 4 anos que nunca sairão de minha memória. Os tempos de grupo, os tempos de Pastoral serão algo que não dá pra ser explicado, apenas vivido. Viver e aprender com o grupo… Fazer amigos em Cristo é a melhor coisa que podemos conquistar. Amigos verdadeiros. Amigos em que você pode confiar e contar o tempo todo. E estes mesmos amigos irão te lembrar que o melhor amigo que você pode ter é CRISTO.”

Na "despedida" como PJ

Na “despedida” como PJ

Paixão de Cristo

“Outro grande aprendizado, e um momento único, que fez e faz a gente relembrar do amor de DEUS por nós, foi a ENCENAÇÃO da PAIXÃO de CRISTO. Três anos seguidos, tive o prazer de interpretar CRISTO, e explicar esse momento e o que sentimos ao relembrar todo o amor e sofrimento Dele, é ÚNICO!”

paixao de cristo 2008

Jorge interpretando o papel de Jesus Cristo no Auto da Paixão de Cristo de 2008.

Valeu a pena?

“Sou grato e não me arrependo dos 9 anos que acompanhei os grupos, sabendo das dificuldades e vitoria, conhecendo as historias de cada grupo e de pessoas que já passaram por ali. Olhar pra trás, e saber que todo o trabalho que foi feito, tem um gosto de satisfação porque pessoas, instrumentos de Deus, amigos nossos, continuam a levar esse mesmo Cristo que conheci para muitos outros jovens. Inovando cada vez mais para que jovens evangelizem outros jovens.”

Um último recado:

“Jovem, se receber um convite de qualquer amigo para conhecer um grupo, lembre-se que este convite não é simplesmente de um amigo. É um convite de Deus para conhecer seu filho amado mais de perto. Parabéns a todos os grupos! São vocês que formam a Pastoral da Juventude e são vocês os nossos anjos de calça jeans e tênis! ;]”

JADAS promoveu 1º Torneio de Futsal para a comunidade

Na Categoria 15-18, o troféu ficou com a equipe Cunha Bebidas.

Na Categoria 15-18, o troféu ficou com a equipe Cunha Bebidas.

Já na categoria 11-14 anos, o título ficou com o Vila C Esporte Clube.

Já na categoria 11-14 anos, o título ficou com o Vila C Esporte Clube.

Neste domingo (19 de maio), a bola rolou na Escola Arnaldo Isidoro de Lima, na Vila C Velha, para o 1º Torneio de Futsal organizado pelo grupo de jovens JADAS – Jovens Amando Deus Agora e Sempre . O evento contou com a participação de adolescentes e jovens entre 11 e 18 anos. Na parte da manhã, o Vila C Esporte Clube venceu a competição na categoria 11-14 anos; a segunda colocação ficou com Os Meninos de Ouro, seguido pela New Power. Ainda participaram os times Jardim Veneza, Vilão Esporte Clube, Flávio Warken e Red Bull Futsal.

Já na parte da tarde foi a vez da categoria 15-18 anos, que teve como vencedor o time Cunha Bebidas, seguido por AUURLL e Tebas. Neste categoria, ainda jogaram as equipes AC/DC, Milan, Barcelona e Vila X Esporte Clube. Durante o evento foram arrecadados alimentos não perecíveis que serão repassados a uma família carente do bairro.

Patrícia, uma jovem de atitude!

Patrícia Guedes, do JAC

Como já dizia o velho poeta, recordar é viver! É nesse clima que hoje iniciamos uma série de entrevistas com pessoas que participaram dos nossos grupos de jovens nos últimos anos. Elas nos contam sobre essa experiência e a importância desta fase em suas vidas.

A primeira entrevistada é Patrícia Guedes Queiroz, hoje casada e professora na rede municipal de ensino. Ela iniciou a sua história no grupo de jovens JAC (Jovens Amigos de Cristo) em 2004 e lá permaneceu por 6 anos. Confira a entrevista completa:

– Quando e por que começou a ir no JAC? Durante quanto tempo participou?

Minha história no JAC começou em 2004, na verdade numa gincana do JADAS que eu e meu irmão fomos de penetras, rs! Mas… como eu nunca havia visitado o grupo, duas pessoas (Osnir e Lucas) insistiram muito para que eu participasse. Aceitei o convite e no sábado seguinte eu estava lá. O tempo foi passando e eu achava que jamais iria me desligar disso tudo. Participei ativamente por mais de 6 anos, mas a vida passa, a gente cresce e é preciso dar um lugarzinho para novos jovens fazerem o seu papel. Hoje sou JAC Sênior`s, uma forma carinhosa de chamar os idosos do grupo! Mas a verdade é que amo meu grupo JAC e cada dia tenho mais orgulho!

“Essa foto (2008) é especial pra mim. Estampa a alegria que eu vivi ao lado dessas pessoas que hoje eu chamo de anjos”.

“Essa foto (2008) é especial pra mim. Estampa a alegria que eu vivi ao lado dessas pessoas que hoje eu chamo de anjos”.

– Quais são as melhores recordações desse tempo?

Logo que comecei a participar do JAC, fui convidada a fazer parte do Curso de Liderança Juvenil (CLJ), uma experiência e um encontro com Deus que só quem é Cljoteiro sabe definir, uma experiência que mudou e marcou demais a minha vida…

Só que na vida nem tudo é mar de rosas, o JAC também passou por muitas dificuldades e era muito difícil aceitar que talvez o grupo pudesse se acabar… Mas o que me vem na memória é que por mais que fossemos a minoria, éramos sempre muito unidos e com certeza as minhas melhores recordações são os amigos que ganhei durante esse tempo. Pessoas iluminadas por Deus que me ensinaram a ser uma pessoa melhor, que me ensinaram a falar sobre Deus e que sempre me deram forças pra seguir a caminhada.

– O que acrescentou em sua vida participar de um grupo de jovens?

Tentar imaginar como seria minha vida sem o JAC é bem difícil. Acredito que seria uma vida normal, sem um sentido verdadeiro, sem um ideal maior. Estar pertinho de Deus e poder falar Dele pra outras pessoas foi gratificante e especial na minha vida. Ser JAC me fez perceber o quanto é bom ter amigos e poder fazer deles nossa própria família. Meu grupo trouxe Deus pra minha vida e foi Ele que acrescentou alegria, paz, esperança, amor e todos os sentimentos que fizeram e que me fazem ser uma pessoa melhor.

“Meu último encontro como participante” (2010)

“Meu último encontro como participante” (2010)

– Qual o seu recado para quem está começando essa caminhada?

Penso eu que todos os jovens deveriam ter a oportunidade de seguir essa caminhada que é abençoada e iluminada por Deus, por isso, acredito que os jovens que estão começando são pessoas especiais, jovens que tem a partir de agora a oportunidade de mostrar ao mundo um amor soberano e sem medidas, que quando achamos que ensinamos, aprendemos, quanto mais doamos, mais recebemos.

A caminhada com Cristo exige responsabilidade onde só quem é líder pode ter. Ser instrumento de Deus na vida das pessoas requer atitude e ação, portanto jovens, sejam fervorosos, pois a caminhada é longa e cheia de pedras, mas a recompensa é enorme e cheia de saudades! Fica aqui as lembranças, as saudades e um recadinho: Estarei sempre por perto, contem sempre comigo!


Fique ligado no blog da PJ! Em breve, “novos velhos conhecidos” contarão aqui um pouco sobre a sua caminhada cristã! 

JAC: Que tal uma pizza no sábado?

Foto meramente ilustrativa, mas pizza é pizza né?

Foto meramente ilustrativa, mas pizza é pizza né?

Nesse sábado (18), o grupo de jovens JAC – Jovens Amigos de Cristo, da Comunidade Nossa Senhora do Rosário, no Jardim Paraná, estará promovendo a Noite da Pizza. São duas deliciosas opções (Calabresa e Presunto & Queijo), que poderão ser encomendadas por telefone.

As pizzas serão vendidas semi-assadas por R$15 e entregues nos endereços dos clientes entre as 19h e 22h. Garanta já a (s) sua (s) pelos telefones 9983-3585 (Camila) ou 8405-6145 (Karla). O objetivo da ação é arrecadar fundos para a segunda gincana do JAC, que será realizada no dia 30 de junho.