PAIXÃO DE CRISTO: “Ele foi quem escolheu: dar a vida por ti e por mim…”

Stefani Ramalho, da PJ Bom Jesus Migrante

No Auto da Paixão de Cristo da PJ BJM, Stefani Ramalho terá o papel de interpretar Maria.

Quando surgiu o primeiro convite para interpretar Maria? Como foi a primeira reação?

O convite surgiu quando eu comecei a fazer parte da Pastoral da Juventude, no ano de 2012. Não é um papel que você costuma esperar receber, então eu me lembro de ter ficado muito nervosa, e desacreditada de que eu era capaz de fazer isso. Mas, no fim, me senti muito honrada e privilegiada.

Como é interpretar este papel tão importante?

A minha maior dificuldade é ensaiar. Eu sou muito tímida e nunca consigo fazer com que fique muito bom na hora dos ensaios. Isso também atrapalha as pessoas que encenam comigo, por não terem a certeza de que eu conseguirei fazer direito. Mas, no dia, com toda a movimentação de preparar cenário, músicas, iluminação, e mais ensaios, eu consigo sentir de uma forma muito incrível o que estou fazendo, e acaba com que isso seja um ponto positivo em mim. Minha preparação é toda para o dia da encenação.

Qual a cena que considera mais marcante?

Minha cena preferida é a parte em que eu canto “Via Dolorosa”. É o meu maior desafio! Estar emotiva com o que estou vivendo e cantar ao mesmo tempo? Tem que estar muito focada pra que tudo saia como programado. Então, cantar para Jesus, e mostrar para o povo, que assiste, que “Ele foi quem escolheu: dar a vida por ti e por mim…”, é realmente o que faz sentir a minha felicidade de estar nessa caminhada.